A bullshitagem do voto de protesto II

Há um tempinho escrevi um post sobre a história do *voto de protesto* não funcionar no caso dos deputados (nem vou entrar na discussão se funciona ou não pros outros cargos). Resumidamente: não funciona porque a eleição dos deputados é PROPORCIONAL. Ou seja: o candidato com muitos votos elege a si e aos coleguinhas de partido.

Aí, a Câmara informa que só 35 dos 513 deputados eleitos neste ano conseguiram a cadeira por causa do número de votos que receberam. Os outros 400 e tantos foram eleitos por causa dos coleguinhas.

Exemplo prático: com seu milhão de votos, Tiririca colocou a si e mais 3 colegas no poder. Você sabe quem são esses colegas? Pois é, nem eu. Mas os caras tão lá só porque o amigo foi bem votado.

Tão começando a entender que política (apesar de chata, desestimulante etc etc) é importante e afeta nossas vidas?

 

Anúncios

Uma resposta em “A bullshitagem do voto de protesto II

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s