Carta de alforria

Há uns seis meses arranjei meu primeiro smartphone (que foi roubado, o que me obrigou a comprar o segundo). A princípio, era um aparelho que me permitiria escrever SMS com mais agilidade. E que poderia me ajudar em um ou outro momento por causa do acesso à internet.

Hoje, eu checo meus e-mails, meu twitter e meu facebook (nessa ordem) antes de levantar da cama. Nunca fui dessas que liga o computador de manhã, mas o fato de celular estar logo ali, do meu lado, fez com que incorporasse esse hábito.

Ao invés de anotar num papel coisas interessantes que leio nas revistas, tiro fotos. Se tenho alguma ideia para post no blog ou um problema de trabalho, anoto no bloco de notas e envio para o meu e-mail.

Agora, me acostumei a anotar tudo na agenda do celular. Minha amada agenda de papel ficou de lado, com as páginas em branco. O celular, em compensação, toca de tempos em tempos me lembrando de coisas importantes (como uma consulta médica) ou de coisas completamente idiotas (como mandar um e-mail qualquer).

Sim, amigos, virei uma escrava.

Temo pelo dia em que cadastrarei meu e-mail do trabalho no celular. Por favor, se isso acontecer, joguem meu telefone no lixo. Está dada a permissão.

Desenho do Stuff No One Told Me
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s