Guia de sobrevivência para o carnaval de Olinda

O carnaval de Olinda é tido como o maior carnaval de rua do país. Se isso é verdade não sei, mas reza a lenda que, em 2011, a cidade recebeu 1,8 milhão de pessoas.

Frevo no Carnaval de Olinda em 2011

Meninos, eu vi e posso dizer: isso é gente demais. Se você pretende passar o carnaval lá, aprenda com os meus erros:

1. Olinda é perigosa?

Não, a cidade é bem tranquila. Mas furtos acontecem durante o carnaval, não tem jeito. Pra evitar transtornos, ande só com dinheiro e a cópia do RG (de preferência no bolso). Os furtos que acontecem são de oportunidade: no meio do vuco-vuco (que é onipresente), vem alguém e abre sua bolsa, pegando o que tiver lá dentro.

2. Mas como é o carnaval de Olinda?

Basicamente é um carnaval de marchinhas nordestinas. Inúmeros blocos na rua, que se encontram e se separam, subindo e descendo ladeira.

Além disso, a prefeitura organiza uma série de palcos com uma programação específica. Neste ano, tinha um palco só com apresentações samba, outro com reggae, outro com maracatu…

3. As coisas são caras durante o carnaval?

Para os padrões de São Paulo, não. Pra se ter uma ideia, o latão de cerveja estava saindo a R$2,50 (no máximo) e a água saía por R$ 1 ou R$2.

4. Onde ficar em Olinda?

Nós alugamos uma casa perto do Largo do Amparo. Por ser uma região menos pop (leia-se: mais pobre), o preço saiu bem em conta (R$ 300 por pessoa pelos 5 dias). Mas a vantagem mesmo foi ficar fora do centro da bagunça: assim, foi possível dormir sem os foliões incansáveis (que são muitos) pentelhando.

Se você não pensa em alugar, existem casas que fazem um esquema hostel, com comida e bebida no pacotes (além da hospedagem). Uma casa dessa no foco da folia saía por R$600/pessoa em média.

5. O que levar pra Olinda no carnaval?

A mala não precisa ser grande. Na real, nem deve (prepare-se para subir com ela nas costas, porque é impossível entrar de carro por lá no carnaval).

Leva roupa leve e prática, um par de chinelos e outro de tênis. Não precisa levar calça, nem blusa de frio – o calor é insuportável. Não esquece de por protetor solar na mal, porque lá vai ser difícil de encontrar. E pode exagerar no fator de proteção, porque o sol queima mesmo. Por isso, chapéu, boné e óculos de sol são muito recomendados também.

E não esquece a fantasia!

Anúncios

Uma resposta em “Guia de sobrevivência para o carnaval de Olinda

  1. Pingback: Roteiro de férias | Só mais uma coisa…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s