Mamãe, quero ser groupie

Quando vi Quase Famosos pela primeira vez, saí com vontade de usar um casaco de pele fake por aí e correr atrás de todos os rockstars do mundo.

Aí, me lembrei que não se fazem mais rockstars como antigamente (imagina ter que perseguir Frejat ou Tico Santa Cruz?) e me aquietei. Mas a vontade de ser groupie, mesmo que em fantasia, não passou.

Quando eu já tinha abandonado a ideia de largar tudo pra ir atrás de uma banda qualquer, surge a Vogue UK com um editorial todo anos 60, fresquinho, fresquinho. Aí a vontade bateu de novo. A ideia de uma vida sem preocupação e com futuro incerto é sedutora demais…

Como proceder?

Bom, eu canto e danço Tiny Dancer quando estou sozinha,  fingindo que sou a Penny Lane. Botas e plumas ajudam.

Todas as fotos do editorial da Vogue UK estão no Touch Puppet.

Anúncios

Uma resposta em “Mamãe, quero ser groupie

  1. Só te digo uma coisa: se quiser mesmo ser groupie, corra atrás disso. Aqui no Brasil tem muita banda boa, só que são pouco conhecidas. Rancore, Black Drawing Chalks, Holger e Sabonetes são exemplos, mas eh só pesquisar que vc ve que o rock brasileiro ainda tem salvação 😀 o post eh antigo mas nao importa…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s